Identificando o clímax do mercado

Como forma de investimento o mercado de ações garante a seus investidores excelente retorno mediante a participação de cada um tanto pelo valor investido quanto pela forma que será investida e no momento que ocorre esse investimento. Vamos entender o seguinte:

Exemplo:

Se você entrar no mercado em momento de queda, automaticamente se sua estratégia não é ganhar nessa queda você terá prejuízo. Assim sendo, essa forma de operar exigiria conhecimento do momento para que você se antecipasse a decisão.

Traçar esse objetivo antes mesmo de escolher a ação que lhe renderá melhor retorno é tão importante quanto a escolha dessa empresa que se quer investir. Caso sua operação seja de daytrade, por exemplo, você observa uma alta repentina em uma de suas ações que se encontram em uma tendência de baixa, levaria a crer em um momento de reversão de tendência e momento ideal para comprar. Ao contrário disso uma ação em alta forma um fundo descendente em relação ao fundo anterior já indicaria um momento de queda e reversão atual.

Entender esse funcionamento é administrar de forma coerente o local que será aplicado seu dinheiro,sendo necessário como proteção a seu próprio patrimônio . O mercado de ações possui indicadores que podem ser utilizados como base como é o caso do “clímax” que é o que estaremos falando por aqui. Vamos focar o clímax como o indicador e oscilador do desempenho das ações no momento. A função é medir momentos do mercado, situação de determinado setor da economia com base nos levantamentos que são realizados com um grupo de ações escolhidas.

O indicador separa as ações em estudo avaliando se fechou na alta ou na baixa mostrando detalhes, como também em relação ao OBV(On Balance Volume) . Esse OBV também é um indicador econômico só que voltado ao volume financeiro que acompanha uma tendência. Como assim ? Ex:

Estou a procura de um ativo em tendência de alta no mercado, visualizando seu gráfico existe a opção OBV. A linha traçada nesse gráfico, tende a mostrar a força relativa de formação desses preços em uma tendência. Caso exista uma ação em tendência de alta com topos e fundos ascendentes, mas que no mesmo momento mostra uma OBV com uma queda para a formação desse topo o mercado entende como uma força baixa para essa tendência formando posteriormente uma queda ou lateralização.

Agora tirando o clímax do dia com base no levantamento de ações principais é possível saber o OBV acumulando, OBV distribuindo e neutro.

OBV acumulando : O índice é distribuindo quando as ações estão acumulando alta consecutiva .

Ex: Uma ação fechou em alta nos últimos 03 dias.

OBV distribuindo: Ativos fecham em baixa consecutiva .

Ex: Uma ação fecjando em baixa ontem, fecha em baixa hoje já está com seu OBV distribuindo .

Ação com OBV neutro é tido em um mercado quando está em tendência de alta as ações fecham em baixa e em um mercado com tendência de baixa as ações fecham em alta.

A exemplo disso vamos realizar o cálculo do clímax baseado em algumas das ações seguindo os valores para cada tipo de situação  :

 

Situação                                                                               valor

ação em alta OBV acumulando                                    +1

ação em baixa OBV distribuindo                                   -1

ação em alta OBV neutro                                               0

ação em baixa OBV neutro                                             0

 

Observe que a VALE5 encontra-se em alta com OBV acumulando, sendo o valor do clímax +1 . A PETR4 já está em alta com OBV neutro indica que no dia anterior fechou em baixa assumindo o valor 0 respectivamente. A OGXP3 está com seu fechamento em baixa e OBV distribuindo, portanto assume o valor –1 de referência. A soma de todos esses valores será 2 que é o resultado de nosso clímax do dia. Os resultados podem variar entre –6 e 6 caso todos os ativos assumam o valor –1 ou +1.

Vamos tentar identificar momentos de reversão com base no índice IBOV e o clímax .

Na parte esquerda do gráfico temos a medida de escala do clímax, na barra vertical e na barra lateral direita as medidas do IBOV. Linha vermelha é nosso índice oscilador e a roxa é o IBOV. O índice possui regiões de invasão chamadas região de sobrecompra e região de sobrevenda. Em uma tendência de alta desse índice, isso significa que no ponto de 50% entraríamos em uma região de sobrecompra e numa região de 30% estaríamos sobrevendido . Em uma tendência de baixa entraríamos em uma região de sobrecompra em 30% e ficaríamos sobrevendido em –50% conforme mostra o gráfico.

Observe a movimentação do índice IBOV que pela região de sobrevendido do clímax está subindo. Mas em seguida no ponto A existe uma divergência de alta indicando um momento para muitos investidores para comprar e ganhar com a queda do índice.

Sobre admin